sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Viagem em família

A família Silva ausentou-se e decidiu ir ver a neve, na Serra da Estrela.


Esta viagem foi completamente programada por mim (há alguns anos...) em sigílo absoluto à Catarina que só descobriu quando viu o meu frasco de perfume na lateral da porta do carro e perguntou:
- "Mas por que raio é que tu tens o perfume aqui no carro?? Onde é que vamos passar a noite?"
E eu pensei "Bolas, que a miúda é esperta!"

A vista da janela do quarto.


Adoro ver a minha filha a dormir... é tão raro vê-la dormir assim tão tranquilamente que não resisto.


Os pequenos almoços são simples, mas só pelo facto de não ser eu própria a fazê-lo dá me imenso prazer comer.


Esta foi a cascata de água, junto ao hotel, que não me deixou dormir a noite toda.


Foi uma viagem atribulada mas inesquecível.
Assim que eu via uma nuvem branca por cima de uma serra dizia "olha estás a ver como há neve" e o meu marido achava que estava a dar esperanças à miúda.

Na verdade nevou e não foi pouco, não chegámos sequer a subir até à Torre, o piso estava demasiado escorregadio, mas ficou a esperiência que tão cedo ela não esquecerá.

A última vez que fui à Serra da Estrela devia ter uns 12 ou 13 anos, engraçado que a Catarina tenha uma idade próxima.

Uma das casa típicas da serra. Achei curioso e não consegui encontrar maneira de entrar fosse a pé ou de carro...



As vacas que se atravessavam na estrada, não tinham o ar mais simpático do mundo.



Quando começou a nevar.


E em menos de 10 minutos foi isto....







A neve cobria-nos o rosto com tal intensidade que nem conseguíamos falar, o frio gelava-nos os ossos e ainda assim roupa não nos faltava...  Ficou mais um passeio e uma prenda de natal para a família.




sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Milka








Já que não consigo que ela olhe para a camera a direito, consegui captar a Vi a atirar a bola à Milka. Tirei a foto exactamenteno momento em que a pobrezinha estava distraída e a Victória acertou-lhe mesmo em cima da cabeça.


Não consigo mesmo... não há uma foto flash, nem sem flash, nem de maneira nenhuma. Sempre que ela sente que a máquina vai disparar, vira o focinho.


A Milka já tem feito vários, vários disparates cá por casa. Já roeu as cuecas da Catarina, as meias do dono (tem uma extrema perícia ao estendal), as flores da Dama, tudo o que encontra ela parece um rato.
Adora roer as nossas pantufas e sempre que nos vê a andar de um lado para o outro, lá vai ela com aqueles dentes fininhos e afiados, apanhar-nos o calcanhar (e que dores!).
 

No entanto ao fim do dia, quando está cansada é muito querida e só quer sossegar no quentinho.
Aqui deitada aos meus pés enquanto vejo as novidades pela blogoesfera.





A raça de um cão para nós não era importante, queriamos apenas um cão com porte grande. Mas ao pesquisar um pouco temos reparado que as caracteristicas dela se assemelham muito ao Epanhol Breton.

A Vantagem de se ir buscar um cão ao canil, para além de podermos ter a hipótese de cuidar de um animal desfavorecido por qualquer que seja o motivo, é que já traz as vacinas, caderneta e desparatização.


 Com a nossa cadela ofereceram-nos ainda a esterelização. Como a Milka tem uma pequena hérnia junto às maminhas, a mesma iria ser retirada nessa altura. O problema é que ainda estamos a pensar se realmente não queremos um filhote dela... e se a iremos fazer passar por toda a cirurgia com apenas 6 meses de idade.


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

A arte e as crianças

Há dias vi este conjunto de pinceis numa daquelas lojas de utilidades. Lembrei-me imediatamente de algumas obras de arte que tenho observado pela internet, uma mistura de cores com pinceladas abstratas.
Pelo preço 1.70eur, comprei, para começar a dar asas à imaginação da princesa mais pequenina cá de casa.








E quem sabe se eu não me inspiro também!


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

18 Meses Victória

Os meus dias sem dúvida nenhuma, ficaram mais ricos, mais preenchidos e muito mais pequenos.

A Victória está com 18 meses, 12 kg e 84cm.
É uma menina muito irrequieta com imensas birras, adora atirar tudo para o chão  (ooh feitiozinho do pai!) e o que me tira do sério é dar-lhe qualquer coisa à boca ela aceitar e logo a seguir deitar fora. Chora muito, e ainda acorda 3 vezes de noite para mamar.... Sim, isto também me tira do sério!
Deito-a por volta das 21h e sendo 1h ou 2h da manhã aí está ela a pedir maminha. Sei que não vale a pena deitar-me antes dessa hora e aproveito para fazer o que posso, sendo que esse tempo é só meu. Depois torna a acordar por volta das 4h ou 5h e a seguir à 8h. Ainda assim ficamos as duas no quentinho até as 10 da manhã, já que não durmo de noite tento dormir um pouco mais durante o dia.



Fora isto, a princesa Vi é uma menina muito meiga, adora dar beijinhos, abracinhos seja a quem for: mãe, pai, gato, cão, cabras, cavalos... para ela é tudo beijinhos e abracinhos, pobre Milka!



Adoro ouvi-la dizer "Ai a minha minha mãe!" e a imitar Catarina que se põe a correr pela casa com as mãos na cabeça a dizer: "Ai Jasus!" fica tonta de tanto rir.
Quando lhe pedimos para se rir, faz um riso mesmo diabólico tal pai e irmã... não sei onde foram aprender aquilo.
Já tem 10 dentinhos, corre, salta e dança. Não é menina de ver desenhos animados (com muita pena minha) mas gosta de ver e dançar com o Mikey Mouse. Adora bebés, vibra mesmo com eles nas revistas e é assim que se mantém entretida durante algum tempo sozinha.
Já brinca às escondidas com a irmã, enquanto ela se esconde dentro do armário (que por enquanto é a sua altura) a Catarina esconde-se e ela vai sempre procurá-la no mesmo lugar onde se escondeu da última vez.
Não fala muito mas percebe tudo, oh se percebe!



Apesar das birras pode dizer-se que é uma bebé feliz, com um feitiozinho danado e muito muito amorosa.