quinta-feira, 7 de maio de 2015

De volta... ou talvez nao

Há algum tempo fiquei sem computador, um problema no disco (desde Novembro passado...) pensei que tivesse perdido todas as minhas fotografias mas consegui recupera-las. Logo a seguir avariou outra vez, nem durou uma semana, é no que dá confiar nos "amigos dos amigos".
Enfim, confesso que no inicio estranhei, sentia falta da partilha e da inspiração, que tantos blogs simpáticos me traziam todos os dias, mas hoje nem por isso.
Tudo tem o seu tempo, o blog para mim já foi uma euforia, agora perdeu um pouco o sentido. Continuei a partilhar pelo telemovel no instagram e no facebook, e com o tempo espero vir aqui novamente mais vezes.

Neste momento o meu marido continua em casa connosco, as ofertas de trabalho não são muitas e o facto de estarmos sempre juntos não nos chateia, pelo contrário temos sempre que fazer, tivessemos nós um orçamento maior.

Depois de termos colocado o chão na sala e a divisão na cozinha, pintámos a casa quase toda. Desta vez livrei-me das paredes amarelas, sim aquele tom já não era creme, e já não se distinguia o branco do tecto da cor da parede... rica salamandra.



Aproveitei a boa vontade do jeitoso e o facto da Victória estar quase a fazer 3 aninhos para pintar tudo de branco. Na verdade existem vários tons de branco e na parede gostava que tivesse ficado um tom mais "acolhedor", mas não posso fazer grandes exigências.

 Aqui é possível ver que já não havia diferença entre o tecto e a parede.


Gostei bastante do resultado e já não volto a tentar o creme. Mais tarde gostava de pintar a mesa de jantar e as cadeiras de branco, neste momento também são creme...




Na entrada também foi branco o tom escolhido.
O corrimão das escadas já havia sido pintado por mim numa tarde em que estava por aqui sozinha aborrecida.

Ando a tentar livrar-me deste chão de tijoleira horroroso, mas não está fácil.






 Foi engraçado, no dia em que pintei o corrimão das escadas, o meu marido foi trabalhar, chegou ao fim da noite, entrou até à sala e antes de me dar um beijo virou-se para trás e perguntou:
- "Espera lá, há quanto tempo é que pintaste a escada?? Já estava assim hoje?!"
Não querido, muita coisa acontece aqui em casa na tua ausência... (sabe lá ele a quantidade de vezes que eu troco as coisas de lugar e depois volto a colocar no mesmo sítio porque acho que afinal estava melhor, ou porque simplesmente tenho de o mentalizar que vai ficar assim).


9 comentários:

Home change Home disse...

O chao ficou lindo Lucia, e a casa tem toda um ar acolhedor, bem decorada, um mimo...!
E nao nos deixe, as partilhas que faz inspiram-nos e esta partilha entre blogs da forca para continuar a fazer o que gostamos nesta coisa da decoracao!
Um grande abraco
Teresa

Ana disse...

Já tinha saudades de notícias desta casa que gosto tanto e me inspira. Beijinhos

Paula Santos disse...

Um dia de cada vez. Esperemos que para a semana, já possas vir aqui escrever boas notícias.
Bom fim-de-semana!

Val disse...

Olá Lúcia, já te disse e vou repetir: acho que vcs formam uma bela dupla pois conseguem fazer milagres numa casa que não é vossa. Gosto das tuas fotos e da dinâmica que dás à casa, sempre a inovar e variar. Não posso dizer para não nos deixares , porque percebo perfeitamente que tudo tem o seu tempo, e se calhar o tempo do blog para ti já passou. mas preferia que ficasses. O IG não substitui as partilhas entre blogs. Do Face não falo, porque não tenho, portanto nem sei o que se faz por lá. Beijinhos Lúcia !

Michelle Hernandez disse...

Lúcia,
Que saudades dessa casa linda...rsrs...Espero que se anime a voltar de vez.
Eu também fiquei uns dias longe, agora que voltei, meio devagar :)
Besitos e bom fim de semana

Anónimo disse...

Sempre a achei uma inspiração e tenho pena que um dia desista de nos dar notícias, sobre aquilo que consegue fazer, bem e, com custos mínimos.
Não deixe de o partilhar connosco...que melhores dias virão certamente.
Beijinho
Joana

manuela carvalho disse...

Querida Lúcia! Na vida tudo tem de facto o seu tempo... E quando as coisas deixam de nos dar prazer, se calhar deixaram de fazer sentido! Por mim, espero que fique... É bom passar por aqui e ver o que de tão bonito e especial faz, ainda que, e como diz, o orçamento seja reduzido! Mas sabe, as coisas mais bonitas não se compram nem têm preço! E o seu bom gosto não tem preço, não se compra, e vai ser sempre seu porque de alguma forma já nasceu consigo:)
Um grande beijinho e se possível...fique!

A Casa Madeira disse...

Linda a sua casa;
Que bela mesa com cadeiras.
Prazer em conhecer.
Janicce.

Anónimo disse...

Querida Lúcia, o seu blog é uma inspiração para mim, por favor não desista!