sábado, 15 de outubro de 2016

Cá de casa

Ontem lembrei-me de um episódio que aconteceu há mais de 14 anos. Ainda eu era uma menina, tinha casado à pouco tempo mas já tinha mudado de casa, aluguei a minha em Fitares e aluguei outra na Tapada da mercês.
Na altura eram recentes e aquela tinha uma vista fantástica para a serra de Sintra, as duas janelas da sala pareciam  molduras com o palácio no centro.

Foi nessa  altura que começou o meu gosto pela decoração, o mudar tudo de lugar vezes sem conta até acertar na disposição dos móveis (na altura eram muito poucos e tudo em matéria prensada, óptima qualidade...).
Julgo que era fim de semana ou eu estava a de folga e nós tinhamo-nos mudado à muito pouco tempo.
Ainda nem existiam filhas, aliás foi nessa casa que eu descobri que estava grávida da Catarina. Casada há tão pouco tempo e com a indicação médica de que não podia ter filhos, aconteceu o melhor da vida.

Andava eu a limpar a casa e lembro-me que o hall de entrada era grande tinha um roupeiro meu de solteira e mais nada. Ao abrir-se a porta da rua víamos uma parede vazia, a porta da cozinha e a da mais nada.
Naquele dia virei um móvel ao contrário coloquei-o nessa parede comprei uma moldura e rasguei umas imagens de uma revista e coloquei como se fosse um quadro por cima do móvel. Comprei umas flores para uma jarra e coloquei uma moldura nossa em cima do móvel.

O jeitoso chegou.
Casados à pouco tempo, casa nova... Ele abre a porta da rua, eu estava no sofá e espreitei para lhe dizer olá. 
No mesmo instante em que ele abre a porta, fecha-a rapidamente.
Dali a uns segundos abre novamente e espreita para a sala onde eu estou com cara de parva a olhar para ele.
Entra e diz "apanhei um susto, pensei que tinha entrado em casa de outra pessoa!" 

Eu imagino a cara dele ao fechar a porta e pôr-se a admirar o patamar do prédio e a verificar se a porta era a correcta.

Esta e outras tantas nunca me hei-de esquecer, ainda hoje não consigo parar de rir, só quem visse a cara dele iria perceber.



Outra peripécia cá de casa neste género com a Catarina aqui.

8 comentários:

faz bem aos olhos disse...

Ahahahahah muito bom! :D

Patricia Barros disse...

Kkkkkkk... homens, fazer o quê?
Beijinhos

Celeste pinto disse...

O lucia já me ri pois eu também sou assim, ando sempre com a casa em mudanças, O meu quarto é suite e com tantas mudanças e cama virada ao contrario, O meu marido levanta-se para ir á casa de banho e jà ia pelo corredor fora, farteime de rir mas ele não achou graça nenhuma

Açúcar e açafrão disse...

kkkkk....só tu minha doida!
:P

Sofia Garrido disse...

Haha, adorei esta história. Dava para um sketch! :) E é bem ilustrativa de quão cedo já andava por aí o bichinho da decoração, das mudanças no ambiente!

Beijinhos,
--
Sofia | Monochromatic Wave


Maguie barreira disse...

ehehehh adorei!!!

Maria João disse...

Deve ter sido lindo deve! Adorei a da Catarina. Coitada da miúda!

VerdezOlhos disse...

Acabei de cair aqui de para-quedas mas este post já me convenceu a ficar. AMO a decoração e a forma como fizeste as coisas. Parabéns, também sou SUPER fã do OLX e de reciclar e de peças antigas (românticas) transformadas!!! Beijinhos

http://entraesentate.blogspot.pt/2016/05/comoda-antes-e-depois.html

http://entraesentate.blogspot.pt/2016/04/mesa-de-cabeceira-antes-e-depois.html

http://entraesentate.blogspot.pt/2016/02/toucador-antes-e-depois.html