terça-feira, 4 de outubro de 2016

Karma is a bitch

Lembram-se daquele post em que o querido deixou um balde de óleo em cima da churrasqueira, choveu e o balde transbordou? Este mesmo...

Pois é, adivinhem quem é que limpou?
EU, claro o senhor estava a trabalhar muito e eu estava em casa já não podia ver o cão todo preto, o chão e os muros.
Adivinhei quem é que pintou o quintal todo este ano?
EU, claro o senhor tem estado a trabalhar muito e eu estou em casa tenho muito bem tempo.

O problema aqui não é o tempo, nem sequer é a primeira vez que eu pinto paredes, o problema é fazer asneira e não resolver.

O nosso exterior está óptimo e irei mostrar mais fotos em breve.

Mas o anexo... oh o anexo!








Ficou branquinho como a neve.


Este anexo é o santuário dele, onde guarda tudo o que é porcaria (dele) e a árvore de natal e as bicicletas das miúdas, o carrinho da Vi, ou uma pequena lata de tinta minha lhe estorvam imenso. Construímos este anexo de propósito para guardar "tralha" e ainda não está terminado, como tudo por aqui, mas ele teima que as coisas têm que estar ali arrumadas - sem prateleiras, armários ou que seja.

Pois eu, aqui em casa, também gosto das coisas arrumadas e faço por isso.


Querido duas palavras:

Karma is a bitch


(ok 4).

1 comentário:

Ana disse...

Pois é Lúcia, o meu marido também tem um santuário desses, atiro para lá com tudo o que ele espalha aqui por casa mas que acho ser pertença santuário, já me tenho oferecido para ajudar a organizar aquela coisa, mas ele fica em pânico, diz que está muito bem e sabe onde está tudo.